sábado, 19 de maio de 2012

Uma dadiva tu

http://olhares.sapo.pt/ritmos-apressados-foto4995148.html?nav1 Já te sonho em cada espaço num recanto qualquer desenho-te o rosto sem encontrar pedaço em parte alguma perdido e perdidas as batidas de um tempo já gasto vêm e vão corações em rodopio secreto correm, porque correm sem parar as mesquinhas falhas do amor. vejo-te ali e ali, acolá também mas sem nunca estares ali e acolá como louco, onde o tempo é escaso, o espaço nulo e em vão toda a esperança do Mundo revejo o sorriso, aquele tal sorriso que me enfurece a alma me acorda no sono me levanta o olhar e corroi todo o esgar da vida... quem me dera mandar num tal tempo perdido num tal de amar vencido num tal espaço quem me dera poder romper comigo e me casar eternamente contigo bem haja a quem o pode porque aqui apenas se morre.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Welcome Life, Feel Free To Say...